Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..
Amar é sentir a sensibilidade de uma flor.

Aos amigos.

Aos amigos.

O meu livro.

31 de julho de 2017

Queridos amigos!


 


 Queridos amigos,já estou de volta da linda viagem que fiz a Gramado,(Rio Grande do Sul) junto com minha filha e meu neto.
Agradeço por todos os comentários aqui no blog e por todas as curtidas lá no Facebook pelas fotos que fomos postando.
Amei o Rio Grande do Sul e as cidades que visitei,aliás,foram várias,onde pude conhecer a cultura e as tradições regionais.
Muito carinho das pessoas que nos acolheram,tanto na cidade de Gramado,como nas cidades próximas a ela.
Logo que possível estarei postando minhas Pérolas Poéticas e aos poucos estarei visitando vocês.
Obrigada a todos.
Carmen Lúcia-Imagem arquivo pessoal de um dos locais visitados.


20 de julho de 2017

Murmúrios de Minh'alma. Mensagem aos amigos.




Ouço murmúrios de Minh'alma e lentamente sorvo a translucida energia que ela me traz através da paz.
Meu corpo em leve sopro se acalma.
Uma dormência recai sobre mim,deixando-me sonhar.
Sonhar com estrelas cadentes,com um mar recebendo a luz do luar e com a displicência das ondas,quebrando-se à beira-mar.
Tudo isso se faz nesse caminhar ao encontro do meu ser e do meu viver.
Tranquila e serena sinto uma quietude plena.
E assim...Fico à espera do meu despertar com Minh'alma abrigando-se nesse doce sonhar.

Amigos,por alguns dias vou deixá-los,estarei viajando com minha filha e meu neto e logo voltarei trazendo nas malas algumas prosas poéticas para quem desejar lê-las.
Obrigada e até a volta.

Carmen Lúcia-Direitos Autorais-lei-9.610-Imagem Google.


13 de julho de 2017

Sem reminiscências.


Minh'alma permite-me essa entrega de absoluta calma e entre minhas mãos existe a segurança aromática da fragrância.
Levo-me ao ápice dos pensamentos e vivo essa experiência,tentando sem reminiscências seguir a minha vivência.
O passado fica ao sabor do vento voejando como folhas do tempo. E hoje no presente desejo voltar a sorrir guardando para ti o aroma  do amor que entregastes para que renascesse e voltasse a florir.
Despe-se de nós reminiscências.

Carmen Lúcia-Direitos Autorais-lei-9.610-Imagem Google.






7 de julho de 2017

Liberdade.



Em murmúrios suaves,minhas vestes esvoaçam pelos ares.
Rasgam os ecos deixados pela seda,que delicadamente encobre meu corpo em suave sopro.
À espera do vento ou da brisa,Minh'alma segue 
o ritmo do ritual,libertando-me aos caminhos certos,e através de manifestos dos meus braços,são retalhados fragmentos deixando espaços vivenciados nesse dançar a vida,sobre um delinear magistral.
Alimentada por esse desejo sólido,sou vestida em semi transparência,mostrando um sentimento 
renascente,como pássaro de volta ao ninho nascente.
Liberdade...Nada mais.

Carmen Lúcia-Direitos Autorais-lei.9610-Imagem-Google.







4 de julho de 2017

Momentos.






Insinuantes momentos nos convidam a esse amar retocado pelos contornos de lábios tocados.
Trocas de beijos e anseios permitem-nos essa sensação de prazer.
Querer é um sentimento interno instalando-se como morador dos nossos corpos.
Ah...O amor perfeito segue como águas percorrendo noss'almas,deixando-as calmas com precisão de um mar no vai vem de ondas dançantes ao som do vento,e lentamente o ar rarefeito encontra-se com a liberdade do tempo.
Tu completas com palavras de amar esse sublinhar desenhado entre tu e eu como amantes pincelados,e assim ficamos sobre efeitos de sonhos dourados.
Momentos...

Carmen Lúcia-Direitos Autorais-lei.9610-Imagem Google

Obrigada Donetzka pelo mimo com o meu nome.


30 de junho de 2017

Somente por ti.





Por ti retiro esse véu que encobre minha face,e o deslizo levemente deixando-o descoberto,para sentir minhas mãos nuas ao encontro das tuas.
A negritude transpassa esse velcro,ficando transparente o sentimento retraído,mas estará à espera do caminho que tu farás para chegar e desfrutarmos os momentos dos desejos de amar.
Por ti libero esse ato transformando-me em musa desse estrelato.
Nossos corpos serão unidos por instintos viscerais.
Sem véus,tu e eu voejaremos aos limites dos céus.
Por Ti...Libero-te ao tato da minha pele e tu me liberarás aos contatos e arrepios dos poros da tua derme.
Somente por ti...

Carmen Lúcia-Direitos Autorais-lei-9.610-Imagem-Google.

27 de junho de 2017

Prisioneiros!




Prisioneira de ti entrego-te meu olhar,para que sintas os desejos ardorosos entre tu e eu em momentos de amar.
Coloque-me no calabouço dos teus braços e entre nos meus abraços,prendendo-nos como prisioneiros para nos amarmos por inteiros.
Ventos sopram desejando levitar-nos carregando nossos corpos para outros mares,mas somos guerreiros e ficaremos unidos e seguros com as chaves do nosso porto seguro.
Entrega-me o calor do teu amor e eu entregar te-ei as fagulhas para acender o estopim dessa louca clausura.
Uma entrega sem limites e como donos dessa prisão,fugiremos às regras unindo-nos em loucura e paixão.
Somos amantes,e nos identificamos assim como águas nas correntezas à procura dos leitos distantes e sem fim.

Carmen Lúcia-Direitos Autorais-Lei-9.610-Imagem Google.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amigos

Amigos

Flores com carinho.

Flores com carinho.