Aos amigos.

Aos amigos.

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..

Amar é sentir a sensibilidade de uma flor..
Amar é sentir a sensibilidade de uma flor.

O meu livro.

31 de agosto de 2013

O Desenhista e Pintor!-Reeditando.








Desde criança,um senhor,gostava de desenhar e colorir.
Fazia de uma paisagem,o mais lindo quadro.
Tornou-e um grande desenhista e pintor.
Seus quadros,destacavam-se em grandes exposições;todos admiravam a delicadeza de cada colorido que colocava,sombreava com as mãos tudo que pudesse ficar maravilhoso à todos os olhares.

Certo dia,já com idade,resolve desenhar e pintar uma paisagem,que ficasse para sempre lembrado.
Ao pegar o lápis,percebe que suas mãos tremulas já não rabiscam com delicadeza.
O colorido não sombreava mais tão azul o Céu  e nem tão verde as árvores.Tudo parecia sem expressão.

Muito triste,resolve parar.

Nesse instante,aproxima-se uma daquelas pessoas que descobrem os grandes artistas.
Diz ao Senhor:Que lindo quadro?
Responde o Senhor:Não meu filho,este não está um lindo quadro.
Responde o descobridor:Está sim!O senhor não concorda?
O bom senhor,diz:Já foi o tempo em que eu era famoso e fazia minhas exposições,agora as mãos estão tremulas e mal consigo segurar um lápis para desenhar.
Responde o descobridor:O senhor está enganado,o seu quadro é maravilhoso,apesar das linhas meio sublinhadas,vejo nitidamente sua expressão dentro desse quadro.
E como digo a verdade,vou levá-lo à uma exposição,para que todos o admirem.
O senhor muito feliz,volta pra casa com a esperança de ver o seu último quadro.

Mas,infelizmente não deu tempo,para que ele visse
seu quadro,que foi exposto e vendido.
Ele foi pintar e desenhar no Céu.
Ali ficou sua última alegria de expor um quadro,desenhado e pintado por suas mãos tremulas.

Este é mais um conto meu,onde fica a reflexão para muitos que na idade já avançada,acham que não há mais motivos,para novos sonhos.


"Quando suas mãos já estiverem tremulas pela idade,nunca desista do seu objetivo"

Conto-Carmen Lúcia-imagem-Google.




30 de agosto de 2013

Somente um Detalhe!

Adormeço,sentindo sua presença para um novo recomeço.

Sonho e vejo,seu vulto velando meu sono.

Tantas noites,
passamos acordados,
envolvidos
 em 
paixões.

Tantas vezes,
nos procuramos e nos entregamos,
sem pensarmos,
 em 
detalhe esquecido,
precisávamos 
de 
loucas emoções.

E era somente um detalhe.

Uma flor,
embevecida de amor!

Ah,ela ficou de lado,adormecida
e perdida,procurando os
beijos esquecidos.

Não quero acordar desse sonho,quero voltar ao recomeço.

Que seja um recomeço,onde nossas noites,
sejam somente nossas.

Nossas vidas,estavam ali em um detalhe,que nunca nos importou,
mas agora ficava à procura desse amor.

Simplesmente uma flor!

Nossos beijos e abraços,
eram,
suavemente apaixonados,
 sempre juntos,
 como eterno enamorados.

Embora essas lembranças,
ficam em quimeras,
a sua figura, 
permanece em meus pensamentos,
para essa longa espera.

Amar,
com aquele desejo de noites envolventes,
com o amor, 
de dois amantes apaixonados
que
se amam loucamente.

Seria um detalhe,
que 
agora estaria chorando,
por esse amor.

Somente um detalhe de flor,
entregue 
por um louco amor!

Somente um detalhe.....

Poema-Carmen Lúcia-imagem-ange-0259

29 de agosto de 2013

Anjos Existem!Reeditando

Certa vez,uma jovem muito preocupada,aguardava por noticias de seu pai em uma sala de um hospital

Como ele encontrava-se doente há muito tempo,os
médicos não deram esperança de vida,para mais uma cirurgia que deveria se submeter.

 A jovem,rezava muito e pedia ao Mestre Divino,que deixa-se ele viver,pois somente ele era seu escudo e porto seguro.

Sua mãe,encontrava-se junto ao Mestre,há vários anos.

Muito aflita,andava de um lado para o outro,sempre orando muito.
De repente,ouve uma voz suave dizendo:Não se preocupe,seu pai irá aguentar e irá sobreviver.

Ansiosa e curiosa,olha para todos os lados e nada vê.

Será que estou sonhando?Quem estaria sussurrando aos meus ouvidos?

Indignada,aguarda noticias sobre seu pai.

O tempo começa a mudar e um vendaval muito forte,faz com que todas as luzes se apaguem,mas como nos hospitais existem geradores,ela sabia que a cirurgia iria continuar.
Mas em um momento ouve-se um silêncio,o vento começa soprar bem leve,as luzes ascendem e novamente ouve a voz suave:
A cirurgia já terminou.Seu pai está curado.

Ainda muito assustada,olha para todos os lados e realmente não vê ninguém.

Pensativa diz:
Devo estar ouvindo demais!

Passadas algumas horas,o médico abre a porta do centro cirúrgico e diz:
Seu pai está bem,não sabemos o que aconteceu,mas exatamente quando as luzes se apagaram,uma outra luz muito linda brilhou sobre ele e naquele instante não sabemos como,mas ele sobreviveu e está curado.

Muito feliz,a jovem espera pelo seu pai e quando ele sai para a sala de recuperação diz a filha:

Filha! Eu vi um anjo,era uma menina com um lindo vestido branco e grandes olhos azuis.

Os dois cruzam seus olhares e lágrimas de alegrias rolam em seus rostos.

Sim,esse anjo existia e veio para salvá-lo.

Esse é um conto meu de ficção,mas de muita reflexão.
Há momentos na vida,que precisamos acreditar que há uma força maior,nos dando esperanças e que milagres existem.

Autora-Carmen Lúcia-Imagem Google.


"Ela acreditava em anjos e porquê acreditava eles existiam"!- Clarice Lispector"




28 de agosto de 2013

Transparente!

Sou leve como vestes que me encobrem.

Sou transparente,como o vento que sopra as
folhas secas que caem.

Sussurros ao longe,levam esse sopro com a
brisa leve que se vai.

Cada passo,acompanha uma despedida.

Fico à sonhar se irei novamente
ouvir, esse sussurrar voltando.

Essa voz que embarca,junto com o tempo,
e quem sabe retornará.

Um eco ouço entre montanhas e mar,mas são
somente quimeras de uma espera.

Quem sabe,quando o vento soprar,ouvirei
seus passos,pisando entre folhas secas e
um suspirar.

Acalentos de abraços e beijos,selarão
esse amor,ficando com a brisa que sopra,
junto com o vento que voltou.

Minhas vestes,serão suas e bailaremos
no ar.

Unidos iremos nos entregar,para enfim
completarmos esse desejo de amar!

Sou transparente.....

Poema-Carmen Lúcia-imagem-sandy07


27 de agosto de 2013

Alma de um Poeta!

Alma de um poeta!

Olhar a Lua e dizer que é linda
com seu brilho prateado,
que
 reluz a íris de seres enamorados.

Olhar o mar e dizer que suas águas 
vão de encontro ao horizonte, 
à 
procura do navegante,
 que  perdeu-se
quando 
admirava o sol adormecendo,
por um instante.

Olhar as estrelas,
que brilham 

ficam seguras no ar,
para receberem àqueles,
 que 
desejam amar.

Olhar as ondas brancas espumantes
 quebrando a beira mar,
trazendo mensagens de amor, 
vindas de alto mar.

A alma de um poeta
vai além da imaginação,
tem a capacidade
de 
adentrar até  sem pedir licença,
 em 
um ardente coração.

Ela chega ao ápice mais alto
e diz que voou, 
com asas
de 
uma borboleta.

Refaz suas energias
saindo bem devagar,
descansando suavemente,
 até  
se aconchegar,
 em
 magníficos planetas.

Sobrevoa novamente o mar
observa a Lua a cintilar,
o sol acordando
e
as estrelas adormecendo,
deixando rastros 
dos brilhos
 à reluzirem,
sobre ondas
quebrando à beira mar.

Essa é a alma de um Poeta
que se manifesta 
sem alardes e sem festas,
simplesmente
é 
a alma de um Poeta.

Poema-Carmen Lúcia-imagem-jolliscouers.





26 de agosto de 2013

Prisioneira!


 Coração,
que 
um dia ficou a voejar,
à procura de caminhos para encontrar,
 novas emoções
de amar.

Lágrimas,
pedem socorro,
pela 
perda daquele que um dia, 
fez parte de um corpo.

Um coração que pulsava,
por alguém que não mais atendia 
suas súplicas, 
de 
amor e paixão.

Tantas vezes,
foi renegado esse desejo, 
em vê-lo
descompassado,
pulsando,
por um amor amado.

Tantas vezes
implorou,
para  
 reavivar esse calor.

Um calor,vivo
em
cumplicidades e verdades.

Mas,nesse momento,
o acalento 
é sair dessa clausura
 e 
ir à procura,
 de novos caminhos,
por um coração aberto,
receber àquele 
que 
pede passagem,
para entrar e ser descoberto.


Não mais será prisioneira de um coração que 
voejou.

Poema-Carmen Lúcia-imagem-jollicouers.






25 de agosto de 2013

Blogagem Coletiva- Quando me deixei tocar pelo Sagrado!


Blogagem Coletiva- 4 anos de Espiritualidade.

Em primeiro lugar,agradeço à querida amiga Rosélia,pelo convite para participar dessa blogagem e a parabenizo pelos 4 anos de Espiritualidade pelo lindo blog=www.idade-espiritual.com.br.


O Sagrado sempre nos toca,mas o momento que mais me tocou,foi quando há alguns anos atrás,eu e meu marido,fomos convidados para participarmos de um-"Encontro de Casais".

O local,mais parecia um paraíso do que um colégio,onde havia uma capela e um deslumbrante jardim.

Foi uma experiência maravilhosa.

 Não estávamos participando por um casamento infeliz,mas sim em poder ajudar muitos casais que precisavam desse encontro com Jesus,para reavivarem um casamento,que já estava sendo desfeito,talvez por não terem um diálogo sincero na vida a dois.

 O evento se deu em um final de semana,onde eu e meu marido,nos sentimos tocados pelas mãos do Mestre Divino.

Orávamos todos os dias por eles.

Em cada oração que fazíamos aos casais que precisavam,mais ficávamos tocados e percebíamos
quanto éramos importantes nesse Encontro.

A emoção transbordava em nossos  corações,principalmente na finalização,quando recebemos de amigos,parentes e pessoas que há muito tempo não víamos,lindas mensagens de Amor,Amizade,Fraternidade e Paz.

Acho que esse foi o momento que mais fui tocada pelo Sagrado.

Jamais esquecerei.

Como disse no começo,somos tocados todos os dias,principalmente quando podemos na medida do possível,ajudar àqueles que mais necessitam de Amor e Carinho.
Doar amor àqueles que precisam e receber de volta essa doação sendo abençoados pelo nosso Mestre Divino,que nos toca em cada instante das nossas vidas.

Carmen Lúcia-http://mamymilu.blogspot.com

23 de agosto de 2013

Aroma do Desejo!

Esse amor que chega,
exalando
o
aroma do desejo.

Perfumado como a flor
e
adocicado com sabor de mel,
cada sorriso
a
cada beijo.

Sorver esse néctar
é
aprofundar-se em paixões,
extraindo
grandes emoções.

A flor suga água cristalina,
para
nutrir suas raízes
dar 
coloridos, 
em 
suas matizes.

O amor suga do coração apaixonado,
desejo,
para nutrir peles,
em 
arrepios que aderem.

Envolvidos, 
os 
amantes se entregam,
para um amor,
na plenitude de amar,
como
a flor que se abre,
exalando perfumes,
aromatizando o ar.

Ah,aroma do desejo!

Chega e sem marcar hora,
implora,
pedindo para aeragem
lhe dar passagem,
libertando,
esse prazer de amar.

A licença é concedida e por fim esse amor
se concretiza.



Poema -Carmen Lúcia-imagem-goumyz


22 de agosto de 2013

Entre Cordas de um Balanço!

Nesse balançar da vida,
mãos aderem as cordas
e
entrelaçam com firmeza,
esse vai e vem,
para dispersar,
lágrimas 
de 
tristezas.

Absorta em pensamentos,o balanço é como um
apoio,sem obstáculos.

É sentir-se livre,atingindo o ápice
da montanha.

É pensar que esse voo,
estará no ar,
absorvendo essa mágoa
que 
surge de repente,
por 
um amor ausente.

Seguir em frente,
entre um
 balançar, 
de 
um balanço.

Esperar pela presença, 
daquele que se foi,
deixando
marcas de ausência.

Ausência envolvente,
sem 
estar presente.

E nesse balanço,
a
 esperança do recomeço,
será,
com o entrelaçar de mãos 
que
 juntas,
irão reavivar, 
esse querer,
entre as
cordas desse balançar.

As lágrimas serão somente pequenos respingos.

Nesse balanço entre cordas da vida,
à espera será
bem vinda,
para enfim ser vivido
um amor,
que
 jamais foi esquecido.

Entre cordas de um balanço.....

Poema-Carmen Lúcia-imagem-goumyz

21 de agosto de 2013

Pétalas de Cetim!

Quantas vezes contei pelo tempo,
achando
que 
seria breve, 
como 
a brisa do vento.

Minhas vestes eram iluminadas, 
por 
um toque suave,
como 
flores de cetim.

A espera 
era a esperança, 
em 
tê-lo junto à mim,
em momentos inesquecíveis 
de
 um prazer sem
fim.

Contava e recontava
 as flores, 
que encantavam
nossos passeios, 
pelos caminhos 
que
 nos levavam,
aos suntuosos jardins.

Borboletas levantavam voos rasantes 
pousavam muitas vezes, 
sobre 
caules de jasmins.

Ah,uma espera, 
que 
não chegaria nessa nova primavera!

As flores não iriam sorrir
 e 
não exalariam 
os aromas, 
que 
perfumaram toda a estação.

Seu retorno somente seria,
junto as folhas secas do
outono 
ou 
quem sabe, 
nas tardes quentes do verão.

Primavera, 
que 
impera com seu colorido,
mas logo vai embora,
sem 
esse amor pisar,
 no
 florido jardim de agora.

Irei contar o tempo e a hora,
quando os pássaros começarem a cantar,
pois estarão anunciando
sua chegada,
para enfim me amar.
E entre 
flores que colorem,
os 
caminhos do nosso jardim,
quero vê-lo junto a mim,
caminhando
 sobre 
as
pétalas de cetim.


Poema Carmen Lúcia-imagem-goumyz






20 de agosto de 2013

Frágil!

Frágil como porcelana que se quebra no toque de um tato.

Esse é um coração que mesmo amordaçado,
se
 rompe,ficando imensamente, 
despedaçado!

Amar é saciar a sede da sobrevivência.

Amar é libertar-se! 

Tecer como aranha tece sua teia e fazer a mais nobre seda pura.

Grandes momentos acariciados,
aderem peles,
deixando-as adocicadas,
para 
serem nutridas e beijadas.

Carícias de um amor,
são tão singelas,
como 
pétalas de uma flor

Se rompem em qualquer instante,
quando forem despetaladas,
ao
sentirem grande dor.

O amor vence qualquer barreira imposta,
mesmo que seja 
para 
refazer esse dissabor.

Por longos caminhos,
percorremos
 e 
muitas vezes nos distanciamos 
desse querer.

É nesse momento sem hora marcada,
que ser frágil
 é
deixarmos a porcelana ser quebrada.

Poderá ser colada,mas nunca mais será àquela que
adornava 
completava,
 a beleza de uma paixão,
vivida e amada.

Frágil como porcelana
 o
coração derrama lágrimas,
quando perde,
àquele ser que tanto ama!

Poema-Carmen Lúcia-imagem-sandy-07 




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amigos

Amigos

Flores com carinho.

Flores com carinho.